CiViA: Nova iniciativa do GVces apoia a incorporação do pensamento de ciclo de vida nagestão empresarial

A iniciativa Ciclo de Vida Aplicado (CiViA) pretende auxiliar as empresas brasileiras na gestão de suas externalidades ambientais por meio da aplicação do pensamento de ciclo de vida 26/02/2015
COMPARTILHE

Por Bruno Toledo (GVces)

null

Quando pensamos nos impactos ambientais de um dado produto, não podemos nos limitar apenas àqueles decorrentes de seu processo produtivo. Precisamos ter em mente que esse produto gerará impactos ao longo de sua existência útil e mesmo depois dela, quando for descartado.

Ter esse tipo de informação tornou-se um elemento importante na gestão das empresas nos últimos anos, particularmente no que diz respeito às emissões de gases de efeito estufa. A “pegada de carbono”, que mensura os impactos climáticos de um determinado produto no decorrer de sua vida, é uma preocupação corrente da maior parte das grandes empresas. No entanto, essa mensuração dos impactos pode ir além da questão climática, incorporando outros tipos de impactos ambientais como água, uso da terra e perda de biodiversidade. Para as empresas, em um cenário ambiental cada vez mais crítico, é muito importante ter consciência sobre sua própria realidade.

Nesse esforço, uma ferramenta bastante utilizada é a Análise de Ciclo de Vida (ACV), que permite qualificar o desempenho ambiental de um produto ao longo de seu ciclo de vida, identificando quantitativamente o uso de recursos naturais e o rejeito e avaliando os impactos ambientais associados a todas as etapas ao longo da cadeia de um produto ou serviço. Para a gestão empresarial, a ACV pode ser bastante útil tanto para o gerenciamento de questões climáticas como também para administrar o desempenho de fornecedores e consumidores intermediários, além de diferenciar produtos e serviços em um mercado cada vez mais competitivo.

Em sintonia com essa realidade e aproveitando suas próprias experiências recentes com o tema, o Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV-EAESP (GVces) lançou em dezembro passado uma nova iniciativa empresarial, a “Ciclo de Vida Aplicado” (CiViA). A proposta da CiViA é apoiar as empresas na gestão de externalidades associadas a produtos e serviços, por meio da aplicação do conceito de ciclo de vida, desenvolvendo ferramentas e estratégias para o mapeamento dessas externalidades, e identificando riscos regulatórios e ambientais.

“A CiViA irá ajudar as empresas a incorporar o pensamento de ciclo de vida na sua gestão interna, agregando uma visão mais ampla de seus processos e da cadeia de valor na análise de seus produtos e serviços”, explica Beatriz Kiss, coordenadora da nova iniciativa do GVces.

Enquanto produtoras, as empresas podem, a partir de um estudo de ACV, mapear seus impactos ambientais em todas as etapas do produto, minimizar impactos negativos e aproveitar oportunidades de melhorias, integrar-se mais eficientemente com sua cadeia de valor, e agregar valor ao seu produto e negócio. Já enquanto compradoras, a utilização da ACV permite às empresas mapear fornecedores para decisões de contratação, administrar riscos e minimizar impactos de seus suprimentos e matérias primas, e melhorar seus próprios produtos a partir da sua decisão de compra.

Num primeiro momento, ao longo de 2015, a CiViA pretende trabalhar na mensuração de externalidades climáticas. “Vamos partir do conhecimento já adquirido pelas empresas na elaboração de inventários corporativos nestes seis anos do Programa Brasileiro GHG Protocol e desenvolver em conjunto as pegadas de carbono dos produtos”, aponta Beatriz Kiss. Futuramente, a CiViA projeta trabalhar outras categorias de impacto ambiental em ACV, como uso da água, uso da terra e biodiversidade.

Dentre as atividades previstas, a CiViA promoverá a capacitação de gestores para mensurar a pegada de carbono de seus produtos, o desenvolvimento de ferramentas de apoio para o cálculo desta, além da construção de um banco de dados de emissões de GEE de produtos de base e da aproximação das empresas participantes com stakeholders importantes e atuantes na área de ACV e pegada de carbono no Brasil e no exterior.

Mais informações sobre a CiViA aqui. Confira também matéria na edição 92 (fevereiro/2015) da Revista Página22 sobre a CiViA.

Fotos: Yantra/GVces